Ceia da leitura

Neste página compartilhe suas leituras e autores prediletos, se possível ofereça um pequeno comentário de suas impressões dos seus livros prediletos.

Laranja Mecânica:

“Laranja Mecânica” é uma novela ambientada em uma Inglaterra distópica, violenta e “tarada”, que conta a estória de Alex DeLarge, um garoto de 15 anos que passa a noite se divertindo batendo, estuprando e roubando com seus amigos. A narrativa é dividida em três partes: quando ele se diverte com seus amigos, Tratamento Ludovico e pós-Tratamento Ludovico.

A obra do escritor inglês Anthony Burgess tem relação com a filosofia de Santo Agostinho, pois mostra a natureza violenta do ser humano e a capacidade de livre-arbítrio, de escolher entre o bem e o mal.

O personagem principal de “Laranja Mecânica”, Alex, e seus amigos, utilizam uma linguagem própria chamada Nadsat, que tem relação com gírias americanas, palavras russas, modo de falar de ciganos e até palavras que o próprio Burgess escreveu. Algumas dessas palavra são moloko (leite), cutter (dinheiro) e gulliver (cabeça). Existem dicionários na Internet para ajudar na leitura.

Na época de seu lançamento, foi bastante controverso, por isso foi banido em alguns lugares. Existe um filme do livro, dirigido por Stanley Kubrick, que foi tão controverso quanto o livro, sendo banido por vários países.

Post de Mateus Villarroel, 8º A

Fahrenheit 451
Romance distópico do americano Ray Bradbury. Fahrenheit 451 conta a história de Guy Montag, um cidadão qualquer que leva uma vida sacal na sociedade futurística representada no livro. Trabalha todos os dias como bombeiro queimando livros. Sim, na sociedade representada pelo romance os bombeiros têm a função de localizar casas onde ainda são presentes livros (proibidos na época) e queimá-las. Guy tem um relacionamento vazio com sua mulher, que passa o dia com a sua “família” a qual consiste em personagens de um programa de TV (sim, a TV se torna algo como a família das pessoas. As pessoas ficam próximas de personagens de um tipo de “novela” presentes em suas salas. Coincidência com a realidade atual?). A vida quase conformista e chata do personagem principal começa a mudar quando ele conhece sua vizinha, Clarisse. Clarisse é diferente de todas as pessoas, chegando a ser vista como infantil ou até louca por observar a natureza e as pessoas (na história, os carros são tão rápidos que não pode-se apreciar a natureza ou as coisas e devido à velocidade dos carros, os anúncios e cartazes são feitos cada vez maiores) ou por gostar de coisas que sumiram com o tempo. Uma simples pergunta: Você é feliz?” faz Guy encher-se de perguntas e questionamentos a si mesmo, sobre a vida, a sociedade.
Em Fahrenheit 451, os valores de família são diferentes, quase acabados, o amor é visto de maneira completamente diferente, as pessoas absorvem todas as informações que lhe são apresentadas pela TV, os livros são proibidos (tanto porque podem gerar questionamentos por parte da sociedade), as pessoas são cada vez mais ignorantes e secas.

A capacidade descritiva que leva a quase uma viagem de comparações e de diálogos inteligentíssimos, passagens geniais e surpreendentes, o suspense (você não consegue desgrudar, se perguntando “o que vai acontecer depois?), visões proféticas e críticas tornam o livro um clássico moderno necessário e comparável a 1984 (logo postarei sinopse sobre o livro) e Admirável Mundo Novo.
Eric Gomes oitavo A 2012

_____________________________________________________
George Orwell
A Revolução Dos Bichos – George Orwell

Este livro, A Revolução Dos Bichos, conta a história de uma granja, a Granja Do Solar, onde os bichos servem para o fazendeiro Jones trabalhando dia e noite para sobreviver. Até um ponto em que eles resolvem se revoltar contra os humanos seguindo os ensinamentos do Velho Major (engraçado, hein?). O Velho Major, um porco sábio, apresenta para os bichos o conceito do Animalismo, onde: Todos os animais são iguais, todos os humanos são inimigos deles, os animais não podem usar acessórios de humanos ou coisas de humanos e não podem matar uns aos outros.

O livro é uma alegoria, ou uma sátira crítica à ditadura da união soviética, o que pode ser percebido com clareza ao longo da história. E também é possível relacionar os personagens da história com os da revolução. Eu não vou fazer muitas revelações sobre o enredo, porque assim perde a graça, mas para exemplificar, eu vou mostrar um personagem que eu já citei: O Velho Major representa Karl Marx.

A história é bem breve, e mesmo pra quem não conhece bem a história da revolução russa, o socialismo e os Czares, é fácil de entender, tanto que o próprio enredo do livro é bem interessante e emocionante. Outro dia eu estava discutindo sobre este livro com o meu irmão e eu perguntei pra ele quem ele acha que representa o Bola-De-Neve (porco que assume junto à napoleão a liderança da granja depois da morte do Major) e ele relacionou com Rousseau e com outros personagens da revolução francesa. Eu perguntei: “Mas o livro não era sobre a revolução russa?” (eu ainda não tinha terminado o livro) ele me falou que Tolkien, em resposta das interpretações dos que diziam que o Senhor Dos Anéis era uma alegoria à Segunda guerra mundial, disse que um bom escritor não faz textos alegóricos, mas sim, adaptáveis (não sei se ele disse exatamente isso, mas segundo o meu irmão, sim). Eu perguntei: “Como assim?” ele me explicou que o senhor dos anéis não foi escrito necessariamente falando da segunda guerra, mas é uma interpretação possível, assim como a Revolução dos Bichos que pode se adaptar à várias revoluções.

Também será interessante analizar outros livros de Geroge Orwel como, 1984 (não terminei ainda kk). porque o Marcelo, outra aula fez uma relação desse livro com o Google que está com esse programa de monitoramento agora.

GEORGE ORWELL (pseudônimo de Eric Arthur Blair) nasceu em 1903, na Índia e estudou em colégios tradicionais da Inglaterra. Jornalista, crítico e romancista, é um dos mais influentes escritores do século XX. Morreu de Tuberculose em 1950.

Post de: Eric Gomes oitavo A

____________________________________________________________

Persépolis – Marjane Satrapi.

Esta história é a autobiografia de Marjane Satrapi feita em quadrinhos. Fala sobre ela, sua família e as pessoas em volta no meio do contexto da revolução Islâmica no Irã. Ela e todas as outras pessoas são proibidas de ouvir música, apreciar arte, beber etc. devido à proibição religiosa. As pessoas já sofriam no antigo governo monárquico e tirano, depois aconteceu a revolução e tudo provavelmente iria melhorar, mas o regime islâmico foi ainda mais opressor. Marjane presencia em sua volta a queda de um imperador, a proibição de coisas que ela gosta, a execução de vários parentes e amigos, a guerra do Irã e o Iraque e ainda no começo da adolescência, é mandada para a Austria sozinha. A história trata de várias fases da sua vida, descobertas sobre seu passado, seus descendentes, sobre os governos, filosofia, política, revolucionários, Bakunin e Karl Marx. Até lutar na faculdade de arte e ir tentar a vida na França.

                   Narrativa íncrivelmente envolvente até não parecer verdade, a esperança e a tristeza de pessoas que sofrem com regimes religiosos e ditadura. A história em quadrinhos Persépolis foi um dos primeiros, se não o primeiro romance gráfico Iraniano que ganhou versão em filme em 2007 que eu, inclusive recomendo para o cine sapiens.

Post de: Eric Gomes Oitavo ano A

__________________________________________________________


O ALIENISTA – MACHADO DE ASSIS

Recordo que quando li este livro na adolescência fiquei maravilhado. Hoje percebo que a visão que tinha das pessoas foi profundamente transformada após a leitura deste livro.

Marcelo Amoreira.

A Casa Verde – O Hospício – Cuidado!

fonte:http://www.lendo.org/o-alienista-machado-de-assis/

A história, que se passa no séc. XlX, retrata a burguesia hipócrita da época, o autor se vale do personagem magnífico — Dr. Simão Bacamarte — médico que irá desenvolver suas teorias a respeito do tratamento da loucura, conhecimento adquirido em sua estadia na Europa.

A ironia de Machado de Assis é notória nesta novela (cem páginas), quando mostra a hipocrisia do ser humano que só pensa em seu próprio prestígio.

Dr. Simão Bacamarte, casado com apática senhoura, consegue da Câmara de Vereadores de Itaguaí, verba para fundar a “Casa de Orates”, ou “Casa Verde”, um hospício onde o sinistro e empertigado médico resolve estudar os limites entre a razão e a loucura, convencendo as autoridades e a população de que estudar este mal era tendência na Europa. Fica então a cidade à revelia deste homem que resolve, por sua conta e risco, julgar quais eram os loucos da cidade e quais os sãos.

Vai internando, um a um, os verdadeiramente doentes que até então eram tratados e cuidados em casa pelos familiares. Aos poucos Simão Bacamarte, num surto surpreendente, resolve que os honestos e os justos eram também loucos. Chega ao ponto de internar quase toda a cidade. Na medida em que vai analisando suas teorias, vai alterando o tratamento dispensado aos pacientes.

Mas a cidade já está desconfiada do médico insano, assim, a reação não tarda e uma revolução armada irá contestar o médico que, acuado, toma resolução inusitada, surpreendente.

Aqui, em O Alienista, o leitor se diverte, ri a valer, mas perceberá a irônica crítica de Machado de Assis à sociedade burguesa daquela época. Um livro gostoso de ler, uma surpresa a cada página, personagens atípicos e crédulos da suposta superioridade européia na medicina da loucura. Tremenda crítica à sociedade que o autor nunca perdia oportunidade de mostrar patética e hipócrita

A metamorfose – Franz Kafka

Obra, ao meu ver (e de muitos outros também), surrealista do escritor tcheco Franz Kafka autor de O Processo e outros.

Nesse livro, Kafka relata o acontecimento inusitado de Gregor Samsa que, depois de uma noite agitada, desperta com seu corpo transformado em alguma coisa “asquerosa”. Gregor acha, a princípio que aquilo é um sonho. Após algum tempo caí na realidade e se ve transformado num imenso inseto. Não deixa ninguém entrar em seu quarto. Gregor era basicamente o chefe de sua família constituída por seu pai, sua mãe e sua irmã. Quando reparam que Gregor faltara ao serviço começam a insistir para entrarem no seu quarto, desconfiam de alguma doença. Gregor, nesse meio tempo começa a se analisar, sente seu casco, suas novas “patinhas” e fica aturdido com tudo aquilo. A impressão que se tem é que Gregor se transformara numa barata gigante.
Após algum tempo a família consegue arrombar a porta e “vislumbra” o enorme inseto. Todos ficam aturdidos, o pai de Gregor tenta mata-lo com um pedaço de pau mas logo percebem que se trata de Gregor pois o inseto não os trata com hostilidade. Mais tarde, mas ainda no mesmo dia, o chefe de Gregor vai à sua casa tirar satisfações e se depara com Gregor-inseto. Ele se assusta, mas promete esquecer o assunto. Dias depois, todos na casa arranjam empregos e Gregor é alimentado por sua irmã, a única que entra no quarto. É bom lembrar que Gregor não consegue mais comer comida normal, a irmã, o único ente da família que suporta ver Gregor é quem a leva comida estragada para ele, coisas podres, etc. Gregor então, diante de tal situação, começa a sentir um estorvo, um fardo muito grande para a família que, não obstante estarem trabalhando, tiveram que alugar comodos de sua casa para cobrir os gastos. Após um tempo, Gregor tenta sair de sua alcova mas sofre um acidente caí e, depois de agonizar, morre.
A empregada acha o cadáver, mostra aos familiares, que aparentam chorar. Eles se livram do cadáver, vendem a casa, compra um lugar menor e, por incrível que pareça, decidem, logo após tudo isso, casar sua filha

De novo repito, isso é só um resuminhozinho, que quiser saber circunstâncias e pormenores que leiam o livro, que por sinal é uma obra fantástica.

Um comentário sobre “Ceia da leitura

  1. livros que sao muito bons :
    a menina que roubava livros
    o ladrao de raios
    as brumas de avalon
    o pacto
    para sempre

    leiam

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s