História

Notas de aula na seção de comentarios.

25 comentários sobre “História

  1. Na aula de história do dia 1/10/2013, do 7º ano B, Nós vimos o vídeo falando sobre o império Asteca:
    O império Asteca, depois de ser banido por sacrificar a filha de outro povo, foi morar em um lago pantanoso, onde construiu um grande império e uma espécie de “cidade flutuante”.
    Existia um templo no centro de Tenochtitlán (cidade asteca), que era conhecido como o maior templo da época e nele eram feitos os sacrifícios aos deuses. Os Astecas acreditavam que se não fossem feitos sacrifícios o sol não ia nascer e eles viveriam em eterna escuridão. Os amigos e inimigos eram convidados para assistir aos sacrifícios. O sangue dos sacrificados ia por um canal, passando pela cidade, como se nutrisse ela, além disso, se o corpo do sacrificado, que era jogado pela escadaria, não rolasse em todo o percusso, significava que os deuses não aceitaram esse sacrifício, então outra pessoa devia ser sacrificada. Eles sacrificaram, ao todo, cerca de 20 mil pessoas, pois, para os Astecas, o sangue humano era o mais importante, assim como a guerra ou expansão para os romanos e a vida eterna para os egípcios.
    Na cultura Asteca, os nobres sempre tinham muitas mulheres e o adultério era proibido, além dos guerreiros se vestirem de animais e os mais importantes são vestidos de jaguar e águia. A cidade era espalhada com canais de água e o líder se chamava Montezuma (ele era passivo e quase depressivo), o nono senhor de Tenochtitlán e foi durante seu governo que os espanhóis começaram o reconhecimento dessas terras.
    Quando os nativos avistaram os navios dos espanhóis, eles nunca tinham visto coisa igual e chamaram de montanha flutuante. Os espanhóis acharam Tenochtitlán um sonho. Começaram aliados dos Astecas, ficaram um tempo lá e descobriram que ninguém podia tocar no “senhor da terra” e que só tinham uma fonte potável de água, e foi nisso que atacaram. Os espanhóis raptaram Montezuma e acabaram com a fonte de água potável. Durante a fuga dos espanhóis, chamada “noite triste”, 400 espanhóis foram mortos e os sobreviventes se aliaram a outros inimigos dos Astecas. Depois eles bombardearam a cidade.
    Do século XV ao século XVI, a população diminuiu 90%, a maioria morreu de doenças dos espanhóis e desconhecidas aos nativos, como varíola.
    Se os espanhóis não tivessem vindo, como seria o México hoje?

  2. Na aula passada, lemos sobre importantes navegadores como: Fernão de Magalhães, Bartolomeu Dias, Pedro Álvares Cabral, entre outros. Também discutimos sobre a descoberta da América e se essa descoberta foi intencional ou não.

  3. No dia 07/05 na aula de história depois do professor dar o visto na tarefa de casa, discutimos sobre como o Brasil foi descoberto. Pela história mais comum ele foi descoberto por acidente quando Pedro Alvares Cabral se perdeu de sua rota, mas nessa aula vimos uma nova versão, onde essa descoberta foi intencional. Também lemos um texto que falava do tratado de Tordesilhas em que as terras encontradas (o Brasil) foi dividida entre a Espanha e o Portugal.

  4. Na ultima aula, discutimos sobre as grandes navegações no passado.
    Lemos 2 poemas, um de caetano veloso,falando sobre os navios, e outro falando sobre a relação das navegaçoes com portugal. Lemos também sobre a navegação de amyr klink, o brasileiro que deu a volta ao mundo. E por fim, discutimos sobre a teoria nos navegadores sobre o mar, as criaturas e onde era o fim do mar…

  5. Na aula de historia do dia 23/04/2013 vimos as especiarias que eram muito apreciadas pelos europeus como a seda que so existia em um lugar do mundo,na china,e que essa seda era muito muito muito cara(valia mais que ouro) e os europeus compravam por preços caríssimos para faser tecidos bonitos e frescos e com tecidos bem simples. Um tempo depois vimos que a Inglaterra mandou um espião nobre que se entrosou com os chinese e viu o modo de fabricação da seda, e viu que era num galpão botavam arvores e largatas de apenas uma especie podiam comer a quela arvores e faser um casulo que quando molha tiram um fio e ai com varios desses fios pegavam um tear e juntavam e faziam tecidos e vendiam para os europeus

  6. Hoje na aula de historia o professor deu o visto na tarefa de casa e começamos um debate sobre as várias tribos Germânicas e descobrimos que a maior é a dos Francos.Os Germânicos são politeísta(acreditam em mais de um deus),guerreiros,eles valorizavam a honra,a bravura e a fidelidade do chefe.
    Valores Romanos somados aos Francos deram origem ao Feudallismo:
    Contribuições Romanas:vilas;colonato cristianismo e latim
    Contribuições Francas:direito consuetudinário; comitatus; valor guerreiro e fidelidade ao comandante.
    Feudo: Unidade de terra comandada por um nobre(senhor feudal) e cultivada por servos. Autosuficiente.
    Sociedade Feudal;
    Rural e Agropastoreira;
    A igreja católica é a instituição mais poderosa: Teocentrismo;
    Povo comércio e ausência de moedas unificadas.
    1°clero(religião)
    2°nobreza(trabalho e proteção)
    3° servos(trabalho e proteção).
    Depois deste debate o professor passou a agenda.

  7. (Nota de Aula referente ao dia 26/02/2013)

    Na aula de hoje nos começamos nosso estudo sobre o período medieval, que durou do século V com a queda de Roma, ao século XV. Mas o para sabermos mais sobre essa fascinante época precisamos retomar nossos estudos, que ano passado encerramos no assunto sobre o grande Império Romano.
    –> O Império Romano
    Este foi o maior e mais poderoso império de todos os tempos que controlava grandes extensões de terra, tanto na Europa, como na Ásia e na Africa, domando grandes povos como: os Egípcios, os Persas, Gregos, entre outros, obrigando-os a ficar em paz, a famosa Pax (paz obrigada, falsa paz), e estes ficaram na espreita, esperando um sinal de fraqueza para obter sua vingança . Mas com tanto território, era preciso o máximo de proteção para que isso não acontecesse. Assim o imperador teve a ideia de dividir o império em Império Romano do Ocidente, e Império Romano do Oriente, tendo como capitais respectivamente Roma e Constantinopla. Mas nada pode durar para sempre, nem mesmo o maior império. A grandeza territorial e a ganancia dos homens foi a ruína desse grande império, pois como o império romano era enorme, seus imperadores detinham grande poder, fazendo esse cargo despertar a ganancia dos generais, ou seja, começaram a ter disputas e divisões politicas e militares, que fizeram os exércitos lutarem contra eles mesmos, dando o sinal de fraqueza que os bárbaros* tanto esperaram, assim as invasões passaram a causar panico no império, e, quando roma foi invadida, todos os moradores e residentes do império se evacuarem das cidades, indo parar nas áres rurais, na chamada ruralização.

    *Bárbaros: Eram bárbaros os povos que não compartilhavam a cultura e o “saber” romano.

  8. Quém é o malandro?
    O malandro é aquela pessoa que tenta ganhar a vida de um jeito preguiçoso, fácil e corrupto.
    Como é um malandro?
    O malandro, mais antigamente, geralmente usava ternos – várias vezes brancos – e sapatos feitos para dançar. Eles eram vistos normalmente em bares, fumando, bebendo ou dançando; e na rua, em seu grupo de amigos, fazendo o mesmo. A imagem de malandro (física) se assemelha ao cantor Frank Sinatra.
    De onde surge a idéia de malandro?
    Surge na época em que os negros perderam seus trabalhos de escravos. Como a sociedade ainda era preconceituosa, não conseguíamos encaixá-los em algum emprego decente. “Estou sem trabalho, vou fazer o quê?” E assim eles davam seu “jeitinho” na malandragem.
    O jeitinho brasileiro se relaciona muito com a malandragem. O “jeitinho” também é o modo rápido e corrupto de resolver situações, seja problemáticas ou não.

  9. josé 7º A

    A aula de História do dia 09/10/2012 se referia ao processo de colonização da América pelos europeus. A turma fez uma análise crítica do processo de colonização da América, colonizado pelo europeu. Discutimos o conceito de civilização que não é só uma maneira de se comportar, mais quando os europeus chegaram aqui, invadiram o Brasil e isso não pode ser considerado civilizado.

  10. Hoje 2/10/2012 começamos vendo um vídeo com partes do filme Amistad e com a narração do poema “Navio negreiro” de Castro Alves, que mostrava os escravos africanos sendo trasportados por barcos para serem vendidos como uma mercadoria. Em seguida falamos um pouco sobre o processo de escravização africana e que a escravidão já existia na idade antiga, mas umas da diferenças principais entre os dois processos eram que na idade antiga não se vendia seus escravos como um objeto, mercadoria.

  11. No dia 11/09 na primeira aula fizemos a prova parcial de história.
    Na segunda aula falamos sobre o critérios para um bom desenvolvimento nos trabalhos e pesquisas, observamos o que deveria ser melhorado. A gente também falou sobre como entender o período colonial e como os países das grandes civilisações estão muitos pobres como México e o Paraguai e a professora falou que para se entender o presente tem que entender o passado.

  12. Hoje nós discutimos sobre critérios para um bom desenvolvimento nos trabalhos de história:pesquisar bem o conteúdo, escrever conteúdos bem elaborados, ter um olhar crítico sobre o assunto e desenvolver boas respostas. Nós chegamos a conclusão que só adianta estudar o passado para entender o presente, por exemplo: estudar o Brasil colônia serve para entendermos porque hoje somos esse país. E o olhar crítico serve para nós pensarmos melhor sobre o assunto e desenvolver críticas sobre ele por exemplo: dizem em livros, documentários, entre outros, que a chegada dos espanhóis foi boa para os Incas e os Astecas pois os fizeram ficarem mais desenvolvidos. Mas isso está errado pois se você refletir eles eram povos muito desenvolvidos e ricos, e hoje o México e o Peru, são países pobres e com certo atrasados por conta do processo de exploração que viveram.

  13. Na aula de história do dia 04/09 discutimos sobre as três principais civilizações pré-colombianas, Maias, Incas e Astecas. Nesse nosso debate vimos alguns comentários presentes no trabalho passado nas ultimas semanas tendo como assunto os pré-colombianos, esses comentários geraram um longo debate repleto de reclamações á alguns livros e revistas que fazem histórias consideradas ridículas pelos alunos.
    Depois desse debate, nos últimos 30 minutos de aula falamos sobre o pacto colonial, que é uma organização entre a colônia e a metrópole.

  14. No dia 04/09/12 analisamos os comentários do trabalho para compreender, entender como se faz. Depois vimos sobre a economia da colonia e da metrópole, o pacto colonial que era por sua vez a aliança entre os dois, apesar de haver uma disputa entre eles, nos também vimos o conceito de monopólio comercial que era: o mesmo dono de todas a lojas de comida, por exemplo, vende pelo preço que quer pois não ha concorrência. Por fim falamos sobre a escravidão.

  15. No dia 04/09, na aula de historia nos primeiramente vimos alguns comentários do trabalho e discutimos como fazer um comentário corretamente, vimos o que era monopólio comercial e vimos também o cap.7.

  16. Ítalo Soares

    Aula de História 28/09/2012

    Para muitas pessoas os Bandeirantes eram heróis por terem coragem que explorarem a fundo o território brasileiro sabendo que enfrentariam os índios e os perigos da natureza, mas essa foi a história contada pelos políticos e grandes empresas, então uma boa parte da verdade sobre eles de antigamente foi “censurada” e não foi contada.
    Por exemplo, o Paraguai nunca foi pobre como é hoje, antigamente ele estava aumentando sua riqueza cada vez mais, então outros países e até o Brasil estavam com “inveja”, então eles se aliaram e planejaram roubar, dominar e explorar aquelas terras. O que podemos concluir que os países pobres nunca foram desse jeito, tudo deles por direitos foi tomado antigamente por países que são ricos hoje em dia.

  17. Nota de Aula do dia 28 de agosto, João Gabriel Leal 7º

    Nessa aula nós falamos sobre as bandeiras que tinham como missão explorar o interior do país, mas o que os levou a isso? O litoral já estava completamente ocupado pelas plantações de cana-de-açúcar, tudo que restava aos mestiços chamados bandeirantes era explorar o interior em busca de alguma riqueza que os sustentasse.
    Foi o que aconteceu, eles exploraram o território de interior com o principal objetivo de tomar os índios como escravos invadindo inclusive os campos onde os padres mantinham os índios para catequizá-los
    Mesmo com tudo isso eles fizeram o que queriam, exploraram o interior trazendo os escravos que tanto queriam e de quebra descobriram várias minas de minérios que inclusive mais tarde ainda seriam fundamentais para o desenvolvimento de região sudeste.
    BOM, de toda forma foram os bandeirantes que exploraram o interior de país em larga escala o que foi fundamental para que o país se formasse do jeito que é hoje.

  18. No primeiro horário da aula de história do dia 28/08/12 nós começamos a aula discutindo a diferença entre a história oficial e a história social. Na história oficial há homens considerados heróis, mas que pela história social são considerados “vilões”. Depois nós comentamos sobre a grande farsa que foi o dia 7 de setembro, “independência ou morte”. O Brasil teve que pagar para se tornar independente enquanto outros países tiveram que participar de uma guerra para se tornarem livres.
    Nós debatemos sobre os bandeirantes, as pessoas que procuravam tribos para escraviza-las, depois “sugavam” todas as suas riquezas e exploravam as áreas próximas ao “lar dos índios”. Mas para entender melhor esse grupo de pessoas tivemos que re-lembrar os 3 primeiros ciclos econômicos do Brasil: Exploração do Pau-Brasil (escambo), plantação da cana de açúcar e a mineração.
    Na segunda aula, a turma leu a introdução do capítulo 7 que fala como a economia interfere no nosso dia-a-dia e como alguns países tiram vantagens de outros só por serem mais avantajados economicamente. Um exemplo disso é o destino do lixo de parte da Europa e EUA que vai direto para a África. Para aprofundar-mos mais no tópico da superioridade nós, para encerarmos a aula, discutimos como só existe uma coisa pois existe o oposto dela, por exemplo: Só existe o rico pois tem o pobre, só existe o centro da cidade porque o resto é periferia, conclusão: Só existe o melhor se tiver o pior.

  19. No dia 5/6 na aula de historia fizemos um resumo do capitulo 5 do livro didático e fizemos uma pequena discussão sobre ele

  20. Atenção galerinha,

    O relatório do filme 1942 deve conter as seguintes informações:

    – Relacionar o enredo do filme com as condições que impulsionaram as viagens marítimas na Europa e discorrer sobre como se deu o encontro entre europeus e nativos das Américas.

    Como apoio leia o capítulo 6 do livro de História Temática

  21. No dia 29/05 continuamos a assistir o filme 1492: A Conquista do Paraíso, e vimos como Cristovão Colombo chegou nas ilhas do novo continente, o que teve que passar na viagem, o primeiro encontro entre nativos e europeus, como conseguiu recursos com o rainha da espanha para tentar encontrar uma nova rota para as Índias atravessando o oceano Atlântico e depois a professora pediu um ralatório do filme.

  22. Na aula de história do dia 29/05/12 nós vimos o filme “1492: a conquista do paraíso” que fala da viagem de Cristóvão Colombo à América retratando os conflitos com os reis, governadores europeus e os habitantes americanos.

  23. NA AULA DE HISTÓRIA DO DIA O8 DE MAIO FIZEMOS UM TEXTO SOBRE AS PRIMEIRAS VIAGENS E CONQUISTAS E PODEMOS CONCLUIR QUE:
    -OS PRINCIPAIS OBJETIVOS DOS PORTUGUESES ERAM: TOMAR AS GRANDES RIQUEZAS DOS ÁRABES E DERROTAR O INIMIGO MUÇULMANO E ELES PODERIAM CONSEGUIR ATINGIR ESSE OBJETIVO CONQUISTANDO CELTA.
    MUITOS SALDADOS FORAM TOMAR CELTA, E EM MENOS DE UM DIA ELES CONQUISTARAM A CIDADE E COM ISSO MUITOS ÁRABES FORAM MORTOS E A CIDADE SAQEUADA.
    DEPOIS DESSA CONQUISTA D.HENRIQUE QUERIA OBTER A ILHA DA MADEIRA E A ILHA CANÁRIA, MAS PARA ISSO TERIA QUE ULTRAPASSAR O CABO BOJADOR, SENDO ASSIM CONTRATOU NAVEGADORES PARA CONSEGUIR O SEU OBJETIVO. DURANTE 10 ANOS TENTANDO E NÃO OBTENDO VITÓRIA, NO ANO DE 1434 D.HENRIQUE CONSEGUIO ULTRAPASSAR O BOJADOR.
    D.HENRIQUE MORREU EM 1444 E COM ISSO NÃO PODE, MAS REALIZAR VITÓRIAS E FAZER SUAS FAÇANHAS.

  24. Na aula de historia do dia 24 de abril nós recebemos nossas notas de tarefa e da prova bimestral de historia. Depois disso a professora entregou as nossas outras notas para calcularmos nossa media.

  25. Vitor Juiz

    Aula de história do dia 17/04/2012 vimos o Documentario parte 1 e 2 do Darcy Ribeiro que falava sobre o modo de vida dos índios e a história de Portugal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s