KIRIKU E A FEITICEIRA

ESTUDOS COMPLEMENTARES- 7° ANO

MITOS E DIVERSIDADE CULTURAL.

Kiriku é um longa-metragem de animação franco-belga de 1998 dirigido por Miguel Ocelot. Retrata uma lenda africana, em que um recém-nascido superdotado que sabe falar, andar e correr muito rápido se incumbe de salvar a sua aldeia de Karabá, uma feiticeira terrível que deu fim a todos os guerreiros da aldeia, secou a sua fonte d’água e roubou todo o ouro das mulheres. Kiriku é tratado de forma ambígua pelas pessoas de sua aldeia, por ser um bebê, é desprezado pelos mais velhos quando tenta ajudá-los, porém, quando realiza atos heróicos, suas façanhas são muito comemoradas, embora logo em seguida voltem a desprezá-lo. Apenas a sua mãe lhe trata de acordo com sua inteligência. FONTE:(http://pt.wikipedia.org/wiki/Kiriku_e_a_Feiticeira)

Newton: a ordem do universo

Com Isaac Newton (1642-1727) é levada a termo a revolução científica iniciadapor Galileu, dando origem a física clássica.

Físico, matemático e astrônomo, Newton criou no âmbito da ciência o que seria a base de inspiração para a investigação sobre o conhecimento que caracterizará, sobretudo, a filosofia do século XVIII.

No seu principal livro Princípios matematicos de filosofia natural (denominava-se então filosofia natural o que hoje consideramos as ciências naturais), Newton estabelece regras que se baseiam na noção de simplicidade e uniformidade da natureza.

Decorre também do pensamento de Newton a concepção do mundo como uma grande máquina, cujas partes podem ser conhecidas através da observação e da experimentação. Esse mundo, esse grande mecanismo, por sua vez, seria obra de um Ser inteligente, de um “Regente universal”.

Para Newton, não podemos conhecer Deus, porque só nos é possivel conhecer atrevés de nossos sentidos. Portanto, sobre Deus, só é possivel afirmar sua existência a partir da ordem presente no universo.

Por: Leonardo Luna

Fonte: Livro Fundamentos da Filosofia, capitulo Filosofia moderna: a nova ciência e o racionalismo, página 137.