5 comentários sobre “A História da Vida (Iluminação) de Sidarta Gautama – O BUDA – (Nova Versão)

  1. Sidarta Gautama (o Buda) já nasceu falando e andando, e por onde andava apareciam flores de lotus. Os seus pais eram o rei e a rainha, tornando-o um príncipe. Seus pais fizeram uma grande festa para comemorar a chegada de um novo sucessor do trono. Ao ficar mais velho casou-se com uma linda esposa. Eles viviam em um palácio onde tudo era perfeito. Um dia Sidarta ouviu uma mulher cantando uma linda musica ,mas falada em outra linguá. A partir dai Sidarta queria conhecer o mundo. Ele falava:” se o mundo é tão bonito quanto dizem, por que eu não o conheço?”. Apos sair do palácio Sidarta viu a pobreza, a morte, a velhice, a tristeza, a doença. Sidarta ficou muito triste, pois onde no palácio não tinha nada disso. Então ele resolveu largar o seu trono, sua família, até o seu próprio filho para se libertar da maldição do renascimento. Primeiro ele seguio a religião asceta, que viviam na floresta até alcançar a iluminação. Apos vancer Madhra alcançou a sabedoria suprema. Viu a realidade entre todas as coisas

  2. Sidarta Gautama passou a vida toda trancado em um reino, recebendo o melhor de tudo.Quando conseguiu permição do pai para sair e ver o mundo, seu pai deu um geito dele continuar tendo as melhores coisas. Certo dia, Buda, viu duas pessoas, idosas e magras, desnutridas em um curto beco, Buda saiu da “carroagem” e foi ver, nessa sua pequena “expedição”, ele viu a morte, o sofrimento, tudo de perto. Buda, deixou toda sua riqueza, para viver na simplicidade. O budismo, não é uma religião, mas sim, um geito de viver. Eu acho que o budismo pode ser praticados por todos, mas, existe uma grande dificuldade, pois o desejo para ter grandes coisas, como um celular, é muito grande, outro obstaculo, é as propagandas na TV, internet, em todos os cantos, que aumenta mais ainda o desejo material.

  3. O budismo não é só uma religião, mas também é um modo de vida. Sidarta Gautama passou sua vida toda trancado sem ver o mundo lá fora, mas quando ele saiu para ver o mundo, viu que era tudo muito triste, ele nunca tinha visto. O caminho que Sidarta escolheu foi o que muitas pessoas nos dias atuais não escolheriam, foi sair de sua ótima vida, para viver na pobreza. Eu acho que poucas pessoas seguem o caminho que o Buda seguiu, porque ninguém quer largar sua vida para viver na simplicidade. Mas o Buda fez uma boa escolha, porque esse caminho que ele escolheu vai resultar na paz que todos desejam. Eu acho que os ensinamentos de Sidarta Gautama é uma grande inspiração, e devemos seguir esse caminho.

  4. Aprendi que Sidhartha queria vencer Madhra, o demônio, o mal, as tentações, alcançando o equilíbrio. Vencer o Madhra para fazer um mundo de alegria, sem o mal. O pai de Sidhartha queria evitar que ele conhecesse a tristeza e o sofrimento e que vivesse isolado dentro dos palácios em um mundo de felicidade e alegria artificiais. Ao final ele alcança o estágio de um ser iluminado e passa a ser Buda, o Iluminado.

  5. Sidarta Gautama foi um príncipe que viveu muito tempo numa fantasia, onde seu pai escondia todo o mal do mundo dele, mas com o tempo Sidarta ficou curioso para ver como era o mundo de fora, seu pai tentou o impedir de ver o mundo como ele realmente é, mas Sidarta acabou descobrindo e assim começou sua jornada para encontrar a iluminação, em minha opinião a melhor parte foi quando o demônio Mahra tenta fazer com que Sidarta se desviasse de seu caminho, mas Sidarta resistiu às tentações da vida e dali em diante ele ficou conhecido como Buda o Iluminado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s