19 comentários sobre “O BUDISMO

  1. Achei esse video muito interessante, pois podemos perceber que o budismo pode ser considerado como, religião, filosofia e psicoterapia.
    Sidarta Gautama era desde pequeno, bajulado por seu pai, recebendo tudo que queria e sem contato com a velhice, a pobreza e a morte, pois ficava apenas em seu castelo.
    Ao longo dos anos, Sidarta começou a ter muitas curiosidades sobre o que tinha fora dos arredores do seu castelo e pediu para seu pai para visitar o seu reino, e seu pai aceitou. Seu pai lhe levou para o reino e o mostrou apenas o que era de costume ele ver, para perder o interesse de conhecer o mundo e voltar para o seu palácio.
    No meio da festa, apareceram duas pessoas velhas e ele saiu em busca, escondido, de respostas sobre o que era aquilo, resolve fazer uma grande viajem em busca de um grupo que lhe agrada-se Após muito tempo viajando ele encontra uma grupo que passava dias meditando, ele ele passou a segui-los e passou a meditar em busca de responta de como ter uma vida sóbria e equilibrada para não reincarnar e jurou que não saíria da árvore se não tivesse descoberto como.
    Enquanto estava meditando, buda se deparou com as filhas do demônio Mara, que havia tentado seduzi-lo, mas não desistia de sua busca para uma vida equilibrada. Ainda durante esse tempo ele também viu um professor de “violão” que estava ensinando o garoto e o disse ” se apertar muito não saira som e pouco também não, siga o meio”. Nesse momento Sidarta soube o que o que traria uma vida equilibrada, seguir o caminho do meio, nem muito nem pouco. Também conseguiu superar o ego, chegando ao um estado de espírito chamado nirvana, assim chegou ao seu estado de iluminação
    A partir da historia de Buda vi então que o video foca na meneira de como buda chegou a esse estado e o que ele teve de fazer. Gostei bastante desse video devido a descoberta de buda, o caminho do meio. Interpreto isso de maneira em que a pessoa não precisa superar completamente o ego, só não em exagero e assim seguir o caminho do meio

  2. o Video nos mostra que o pai de Sidarta queria que o filho pensasse que a vida fosse de só felicidade sem nenhum Ego, mas a vida é muito difícil pois o sofrimento existe e é real e quando ele descobriu foi em rumo sozinho em busca de uma iluminação.
    E Sidarta quando teve contato com isso ele pensou que o budismo é o alcance de vida social igual nenhum é ridicularizado é uma vida que todo mundo não tem nenhuma diferença e também o budismo não é só uma religião mas sim uma filosofia e Sidarta existiu ele queri nos mostrar que a vida pode ser apresentada como modo de convivência calma e pacífica sem nenhum sofrimento.

  3. PARTE 2
    Toda a iluminação de Sidarta estava voltada para o sofrimento, ele sempre foi privado de todo o tipo de sofrimento, pois, seu pai não queria que ele se torna-se um mestre religioso como foi previsto quando Sidarta nasceu, e, acreditando que se seu filho não tivesse contato com o sofrimento seguiria o caminho do pai e se tornaria um político. De certa forma pode-se imaginar o não contato com o sofrimento, um tipo de sofrimento para Sidarta porque ele era privado de tudo de sair do palácio e tudo o que ele tinha era do bom e do melhor. Para nós hoje isso não parece ser ruim mas para Sidarta que nunca teve contato com o sofrimento não fazia diferença, pois, nunca lhe foi negado nada.
    Quando saiu do palácio e teve o primeiro contato com o sofrimento, quando, viu um passarinho comendo uma minhoca ele se questionou o porque do sofrimento daquela pobre minhoca. Então, quando mais velho, Sidarta exigiu á seu pai que lhe deixasse sair do palácio. Então lá fora teve contato com a morte, a doença, a velhice e a pobreza. Ver tudo aquilo o deixou intrigado. Seu pai vendo o mais distante dele arranjou uma esposa e algum tempo depois casou Sidarta. Ele parecia feliz, porém, certa noite ele escapou do palácio e foi buscar a paz, a felicidade.
    Meditando, Sidarta percebeu que para nao se ter sofrimento era necessário se desapegar de todas as coisas materiais, do ego, mas, ele também percebeu que, nós somos puro ego!
    Então como se desapegar de nós mesmos?
    Sidarta buscou a resposta meditando e chegou a conclusão de que devemos ter uma vida correta para chegar no Nivarna, devemos seguir o Caminho do Meio, o Caminho Octúplo.

  4. Desde pequeno o Sidarta Gautama demostrou ser uma pessoa importante, por exemplo, ele tinha as 32 marcas no corpo que determinavam que ele seria o Buda ou um grande líder político. Quando ele saiu do palácio para fazer as quatro jornadas, viu a doença, a morte, o sofrimento e a pobreza, ele deu mais ênfase ao sofrimento, porque ele achava que era inevitável o ciclo de morrer e renascer somente para sofrer de novo. Ao voltar dessas quatro jornadas ele saiu do palácio novamente, mas, dessa vez, escondido porque ele queria ajudar as pessoas, quando ele saiu ele não estava aceitando a religião do país. Enquanto viajava encontrou um grupo de pessoas que queria alcançar a iluminação, eles forçavam o corpo ao extremo (ficavam sem comer por muito tempo, meditando), então Sidarta resolveu passar um tempo com essas pessoas, depois de ter quase morrido de fome ele percebeu que para alcançar a iluminação não era necessário forçar o corpo ao extremo, mas, que era preciso haver um equilíbrio entre a riqueza e a pobreza. Sendo assim, Sidarta meditou em uma árvore, nesse momento o demônio Mara atirou flechas em sua direção, que foram transformadas em flores de lótus no caminho, depois as filhas de Mara tentaram seduzir o Sidarta, mas ele não teve reação, ficou parado, então as filhas de Mara começaram a se decompor, assim ele tinha vencido a sua maior batalha; ele meditou por mais 7 dias e então alcançou a iluminação.

  5. Muito legal este vídeo, pois conta coisas que nós não estudamos no livro como por exemplo os aspectos da vida de Sidarta Gautama. A parte que eu achei melhor e mais informativa foi como ele descobriu o sofrimento de todo o mundo e como ele consegui ”escapar” dos guardas que seu pai colocou para poder protege-lo e não deixar ele fugisse do palácio. quando partiu em jornada percebeu um grupo de pessoas onde só vivem da natureza, Sidarta achando que iria encontrar as respostas agindo como aquele grupo de pessoas. Mas depois de perceber que estava fazendo errado começou a seguir um novo caminho que foi denominado de caminho do meio onde a pessoa não é pobre e nem rica dando assim o inicio a religião e filosofia budista.

  6. Parte 2:
    O Budismo é uma religião realmente muito diferente, pois ele baseia-se em pensamentos sobre algo e não em seres divinos como na maioria das outras religiões.Isso faz lembrar-me a rivalidade entre o criacionismo e o evolucionismo, uma religião que acredita nos ensinamentos de um homem que realmente existiu e outras religiões que baseiam-se em seres ou pessoas que nunca foram vistas. E o Budismo,ainda pode ser vista como uma psicoterapia para a mente.
    Sobre Buda, ele foi um homem muito corajoso e espirituoso, pois deixou tudo. toda sua luxúria para dedicar-se a sabedoria. Isso nunca aconteceria nos dias atuais, pois as pessoas estão cada vez mais ambiciosas por ter bens materiais e quando conseguem querem cada vez mais e mais. As pessoas não estão mas preocupadas com a felicidade ou o que realmente importa para viver, só pensam realmente em ter. E é isso o Sidarta tenta combater para ter a felicidade concreta.
    Buda conheceu todas as religiões da época, mas mesmo assim achou que não seria o caminho certo para a felicidade, e resolve meditar por anos e chega a quase morrer.Admiro muito a meditação, pois traz controle a mente, e a mente pode tornar-se um instrumento para sabedoria. Quando Sidarta chega a um nível de meditação muito grande, ele encontra o verdadeiro caminho que seria O caminho Óctuplo, o Caminho do meio, e que deveria seguir-se as Quatro Nobres Verdades. É como que Sidarta criasse a própria religião, o seu próprio caminho para a felicidade e fez com que todos o seguisse até hoje.

  7. Sidarta Gautama, meditava num estado de jejum e sofrimento ,que o mataria.Depois havia descoberto como alcançar a iluminação, ele meditaria ate encontrar o Nirvana.Ele sentou numa gloriosa árvore e meditou. Entrou num estado de concentração. O demônio Mara havia entrado em sua mente para realizar todos os seus pesadelos, um exercito atacou Sidarta com flechas flamejantes, que no meio do caminho ele as transformava em flores de Lotus. Apos a derrota Mara usou as filhas para seduzi-lo, se ele se apaixonasse, perderia, se as desprezasse ele também perderia, ficou neutro. Elas começaram a se decompor ate desaparecer. Ele havia vencido o demônio. O livro cita que os dois extremos eram: “indulgência sensual” e o “ascetismo” , e também não citam que Sidarta venceu o demônio Mara, e citam que ele apenas encontrou a iluminação apenas meditando.

  8. O budismo é considerado para alguns, religião, mas para outros como filosofia, ou ate psicoterapia. Alguns também dizem que o budismo não é considerado uma religião, mas a ciência da mente. O budismo tem como objetivo buscar a paz e derrotar o sofrimento. Quem ajudou os budistas há entenderem esse raciocínio foi Sidarta, que afirma que a causa do sofrimento é o desejo. No vídeo, profetas preveem o futuro de Buda, fazendo com que sua família soubesse que ele seria um homem de poder.Sidarta havia 32 marcas que significam que ele seria um ser grandioso e poderoso. De acordo com o livro, o pai de Sidarta o mantinha trancado no castelo para lhe afastar a velhice, as doenças e a morte, pois não queria que seu filho soubesse do sofrimento que havia mundo á fora, pois queria que seu filho seguisse um caminho político e não religioso. Desse modo, o pai de Buda fez de tudo para que o jovem tivesse tudo que queria para se manter feliz no castelo. Porém um dia Sidarta saiu do castelo para um passeio, e se deparou á todo esse sofrimento. Nesse momento Sidarta sabia que tinha que achar uma solução para esses problemas. Esse passeio trouxe um impacto no pensamento de Sidarta e a grande necessidade de uma solução. Então Sidarta abandonou seu filho e sua esposa para buscar respostas de suas perguntas. Sidarta foi á busca da solução, pensou que a meditação seria a solução do sofrimento, e percebeu que precisava de outra técnica que concentrava- se no corpo. Sidarta encontrou um músico no meio do caminho. Ele observou que tudo tem que ter seu meio (nem tanto exagerado , mas nem em pouca quantidade).Após essa sua solução , só faltava o modo de como achar a perfeita harmonia, o meio. Mara convocou demônios para atacar Sidarta com setas flamejantes. Desse modo Sidarta conseguiu a solução: o caminho do meio foi nomeado de caminho óctuplo, no qual havia 8 passos para superar o seu eu (ego) e conquistar o Nirvana .

  9. O Budismo tem como objetivo de combater o sofrimento.Sidarta chegou a conclusão de que o desejo era que causava, e ate hoje causa, o sofrimento. O livro retrata que quando voce tem um desejo, voce quer comprar um carro por exemplo.Quando voce compra o carro voce fica muito feliz, mas depois de um tempo voce nao estara mais com essa felicidade, pois nao tera mais motivo para se emocionar com o carro que voce ja se acostumou.
    O desejo, apesar de ser uma das principais causas do sofrimento, ela não é a unica. No livro falam da doença, da morte e da velhice, ja o video retrata de mais uma:a pobreza. Ao sair, Sidarta se deparou com todas essas coisas e foi isso oque lhe fez ir à busca de uma solução.
    Eu nao sabia que Buda retornoou ao seu lar. Esse video mostrou que seu pai lhe descupou e que Buda deu conselhos ao seu filho para se tornar como ele (Buda). Mas logo o iluminado teve que partir para repassar a sua sabedoria para outra pessoas.
    Eu achei muito interessante a parte da historia em que Sidarta Gautama, ouviu um homem tocando e falando: se voce aperta muito a corda, ela quebra e se voce afrouxa de mais a corda, ela nao toca. Com isso Sidarta concluiu que para voce ficar em um estado bom, voce precisa seguir o caminho do meio ( o que nao é muito e nem pouco, é o razoavel, o suficiente.Esse caminho do meio mais tarde, foi nomeado de caminho óctuplo, o qual tinha 8 passos para superar seu ego e chegar ao Nirvana.

  10. Super interessante!
    Imagino que seu pai era muito protetor em relação o sofrimento do mundo porém não acho certo priva-lo disso.
    Um fato que contribuiu para Sidarta ir em busca da iluminação foi os 4 sinais, mas o principal foi ver um homem de vestes simples e pedindo esmolas. Isso fez ele ver o mundo com outra percepção, que tudo nascia e morria e tudo tem um fim.
    Ainda bem que os pesquisadores estudaram e investigaram mais sobre o Buda isto ajudou na história da Índia e a construção do budismo.

  11. Achei o vídeo muito interessante. Achei muito interessante a parte em que ele se encontra com a pobreza e a velhice, depois de passar uma vida inteira com luxo e paz, e sua reação ao ver isso, algo que nunca tinha visto.
    Também achei muito interessante devido a como ele se entregou a meditação, chegando ao estado de concentração máxima e ao nirvana.

  12. video interresante! algo que me deixou surpresa , foi quando acharam a mensagem que haviam escrito na pedra que arfimavam a existência de Sidarta. Incrível também que antes mesmo de Sidarta nascer , a sua mãe teve um sonho , e soube que ele seria um
    homem poderoso. E quando ele nasceu, os profetas preveram seu futuro somente observando um circulo no seu pé!Sidarta nunca viu o sofrimento que havia fora do castelo, mas quando adulto , ele viu como o seu povo sofria e sua busca de conforto sempre foi a meditação!!

  13. Este vídeo é muito interessante,pois podemos perceber que o budismo tem várias formas de ser interpretado, e a que eu achei que fez mais sentido e que o budismo não é uma religião,e sim,a ciência da mente.Seu foco é ajudar na libertação direta do sofrimento,uma coisa que para alguns é impossível!tipo,acabar com o sofrimento?Mas para o budismo,temos que libertarmos do eu,uma coisa estranha,pois somos,o eu e,nossos desejos,são o que nos representa e o que somos,sem sonhos e desejos,não teríamos motivos para viver e é interessante por isso,o budismo conseguiu achar uma forma de acabar com o sofrimento entrando no vazio da mente e alcançar um estado de paz incrível.
    Acho que o buda se baseou nesse objetivo de se libertar do ego,pois ele achou que nada no mundo poderia preencher o vazio que tinha no seu coração.Então,se com todo o luxo ele não conseguia ser feliz,então decidiu não ter mais desejos da carne,pois não valiam de nada para si,e também percebeu que o sofrimento envelhece,causa doenças,e isso acontece muito hoje em dia,pois percebemos que quando estamos estressados ou em depressão,muitas vezes vemos nossos pais com cabelos mais brancos,ficando doentes,e buda tinha compaixão por essas pessoas e queria ajudá-las.

  14. esse video mostra uma historia diferente sobre sidarta gautama da que temos no livro mas mesmo assim vemos muitas semelhanças isso mostra que ainda nao consseguimos exatamente saber como era a vida de sidarta em detalhes

  15. Acho interessante como avida de Sidarta influencia diretamente no Budismo; todo o sofrimento que ele viu o fez meditar até chegar à iluminação. Buda ainda disse as quatro nobres verdades: o sofrimento é universal; o desejo é a causa do sofrimento; o sofrimento pode ser evitado ao eliminar-se o desejo; seguir o Caminho Óctuplo elimina-se o desejo.
    o Budismo pode ser concebido como uma religião, uma filosofia ou até mesmo uma psicoterapia; ele também não tem um deus supremo mais sim um mestre que deve ser seguido; com isso o caminho do Nirvana pode ser alcançado a partir de si mesmo, nos cantos mais profundos da mente, você pode derrotar os seus demônios sozinho, como o Mara.

  16. Eu achei o vídeo muito interessante, principalmente porque ele tinha as 32 marcas no corpo, isso significava que ele seria um grande líder, político ou espirituoso, também achei interessante o fato que ele já pensava sobre a vida aos nove anos de idade, achei muita coragem dele sair do palácio e abandonar tudo que tinha, para seguir em uma jornada religiosa.

  17. Muito interessante! Quando Sidarta nasce e os sacerdotes já preveem o futuro dele através de um círculo na sola do pé e dizem que ele seria um grande líder espirituoso ou um homem de política. E também o fato de quando os arqueológos acham uma pedra com uma mensagem que provou que Sidarta realmente existiu.

  18. Sidarta Gautama, meditava num estado de jejum e sofrimento ,que o mataria.Depois havia descoberto como alcançar a iluminação, ele meditaria ate encontrar o Nirvana.Ele sentou numa gloriosa árvore e meditou. Entrou num estado de concentração. O demônio Mara havia entrado em sua mente para realizar todos os seus pesadelos, um exercito atacou Sidarta com flechas flamejantes, que no meio do caminho ele as transformava em flores de Lotus. Apos a derrota Mara usou as filhas para seduzi-lo, se ele se apaixonasse, perderia, se as desprezasse ele também perderia, ficou neutro. Elas começaram a se decompor ate desaparecer. Ele havia vencido o demônio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s